Pai – o suporte da mãe e do bebé, no pós-parto!

No pós-parto uma mãe consegue cuidar tanto melhor do bebé quanto melhor for cuidada!

Ela Precisa de ti …mais do que imaginas … mesmo que não o verbalize … mesmo que não saiba como o podes fazer!

Ela gerou uma nova vida, este bebé precisa dela e ambos precisam de ti!

Ela é mãe há tanto tempo quanto o tempo do vosso bebé… está a sintonizar-se com ele, está aprender a confiar nela própria, não deixes que minem a sua confiança!

No pós-parto ela já tem em mãos o trabalho mais exigente 24h/dia – cuidar do bebé!

Agarra tudo o resto…

Agarra tudo o resto (e/ou pede ajuda a outras pessoas) como: fazer as compras, confeccionar refeições, tratar da roupa, fazer a higiene da casa, tratar de burocracias …

Cuida do bebé sempre que ele não precise exclusivamente da mãe para que ela possa descansar e cuidar dela própria.

Se estiverem com dúvidas como cuidar do bebé sê o primeiro a colocar a hipótese de procura ajuda o quanto antes, falando com pessoas de confiança/profissionais.

Quando ela não está bem, fica ao seu lado, sem forçar saber o porquê!

Dá-lhe a mão, um ombro, um lenço de papel… 

Por vezes só precisa de poder chorar acompanhada!
Quando partilhar contigo o que sente/pensa, não a interrompas, não a julgues, não procures dar “receitas” … ela só precisa de ser escutada de forma empática!

Fomenta momentos em que ela possa manter os relacionamentos com as pessoas que eram importantes para ela (ex.: mãe, irmã, alguma amiga especial…).

Se já existir uma outra criança mais velha, procura apoiar cuidando ao máximo desta criança mais velha e ficando sempre que possível com o bebé para que a mãe possa manter a sua conexão com o seu filho mais velho!

Incentiva-a a regressar às atividades que eram importantes para ela antes do bebé nascer quando ela sentir que é o momento.

Proporciona momentos de cumplicidade, mantém-te presente/conectado, pouco a pouco o vosso amor irá-se tornar mais maduro.

Ela precisa de ti, de se sentir amada independentemente da sua aparência física, de sentir que existe uma real intimidade … para além da sexualidade.

Ela precisa de ti, de se sentir amada…

Antes de estarem preparados para saírem a sós, sem o bebé, procura manter o contacto pele a pele, um toque, uma festa, um mimo, um beijo no ombro, sentarem-se encostados enquanto ela descansa 5 min, coloquem a vossa playlist preferida… brinquem, usem o humor … lembra-te do que a fazia sorrir! Rir faz milagres!

E se surgirem momentos em que ela está mais reativa, “mandona”, controladora, exigente;  procura ver/sentir de forma empática a “menina” dentro dela que está assustada, com medo, com dores, num corpo diferente do que tinha, que se sente assoberbada, que por vezes duvida se é “suficiente”, que tomou consciência do impacto do que significa ser mãe e das mudanças abismais na sua vida e que precisa que lhe digam:

Vai ficar tudo bem!” “Eu estou contigo!”
Precisa que lhe dês a mão, lhe dês um beijo no ombro/testa, que a abraces ou que lhe dês espaço …

Ela gerou uma vida, o que é uma dádiva e que também pode comprometer a sua saúde o seu bem-estar: fisico, psico-emocional, social …

O pós-parto é um tempo de recuperação para a mãe e de adaptação para todos…

Esta recuperação será mais ou menos lenta consoante as suas características, a história da gravidez/parto pelo qual passaram, as características do bebé e a quantidade/qualidade de suporte que tiver!

Se notares que passa a maior parte do dia triste, sem alegria na maternidade e/ou nas outras coisas de que antes gostava, sem conseguir dormir, mesmo quando o bebé está a dormir, procura um profissional.

Vamos procurar ajuda…

Se for notória o seu cansaço, baixa vitalidade, dificuldade em cuidar de si e do bebé procurem um profissional para fazer um check up. Os níveis hormonais e de micronutrientes podem ser uma das causas. 

Não a deixes chegar à exaustão no pós-parto que pode levar meses … anos, até ser superada! Se for acumulada pode despoletar uma depressão pós-parto até 4 anos após o partoEla está a lidar com um dos momentos mais desafiantes da sua vida!

Ela e o bebé precisam de ti já!

E tu que és um suporte para ela e para o bebé, precisas de cuidar de ti também!! 

🍀Inês Gaspar – mãe, mulher, psicóloga & coach de parentalidade (consciente)

Podes contactar-me aqui!

E seguir-nos nas redes sociais, junta-te a nós no Facebook, Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *